sábado, 1 de outubro de 2011

A sua Guerra a sua Paz





Manhã silenciosa ... aquele ar de tensão,,, soldados despertando muitas vezes ao pesadelo ... foi uma noite inteira de atenção abraçada ao sono,,, de mãos dadas com o medo,,,  o vento vem trazendo o alivio de algumas horas de paz,,,

Onde estão os inimigos? Quem dos soldados que estão a sua volta não vera o sol de amanhã,,, quantas vezes a morte passara ao seu lado procurando sem direção histórias terminar,,, a munição é limitada,,, não atire para todos os lados,,,

Quantas cartas vai mandar? Quantas pessoas que você sente saudade vão receber ou responder? Quantas demonstrações de dor e medo vai testemunhar? Quantos semblantes assustados vera pela ultima vez?... a vida continua ...

A noite no cheiro da guerra penso em quem me acolhera,,, e não quantas medalhas vou receber por vir aqui, e enfrentar algo que não tenho o direito de achar certo ou errado... quantas velas são acesas em nosso dia a dia,,,

Quero cuidar das flores,,, quero alimentar bocas,,,, quero construir sorrisos,,, quero realizar sonhos,,,   quero abraçar alguém na hora do pesadelo,,, quero presentear o que realmente fui treinado a fazer,,, nada mais que o amor,,,

by
Tiago Garcia

Um comentário:

  1. Tiago, Eu amo ler as coisas que você escreve! Parabéns!

    ResponderExcluir